Bolsonaro critica Petrobras, mas diz que não vai interferir na política de preços

HomeNOTÍCIAS

Bolsonaro critica Petrobras, mas diz que não vai interferir na política de preços

Para ele, falta sensibilidade da estatal em relação ao momento econômico; no primeiro trimestre de 2022, a empresa teve lucro líquido de R$ 44,5 bilhõ

Crimes virtuais aumentam, e país registra uma tentativa de fraude a cada sete segundos
Além da cabeça, enxaqueca provoca dores no pescoço e nos ombros
Estudos mostram que casamentos no Brasil duram, em média, 13 anos
PUBLICIDADE

Para ele, falta sensibilidade da estatal em relação ao momento econômico; no primeiro trimestre de 2022, a empresa teve lucro líquido de R$ 44,5 bilhões, alta de mais de 3.700% em relação ao mesmo período de 2021.

PUBLICIDADE

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), afirmou nesta quarta-feira, 8, na Associação Comercial do Rio de Janeiro que o governo federal não pretende interferir na política de preços da Petrobras, mas reclamou da elevada rentabilidade da empresa e frisou que falta sensibilidade da estatal em um momento difícil da economia global. No primeiro trimestre de 2022, a empresa teve lucro líquido de R$ 44,5 bilhões, alta de mais de 3.700% em relação ao mesmo período do ano passado.

De acordo com o presidente, ele não repetirá “erros cometidos pelo PT” de, no passado, interferir nos preços dos combustíveis e da energia elétrica. Isso, segundo Bolsonaro, trouxe uma “conta salgada para a população”. Em um longo discurso de aproximadamente 35 minutos para 400 empresários e políticos, o presidente fez críticas ao principal adversário na corrida presidencial, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), e voltou a atacar ministros e decisões do Supremo Tribunal Federal (STF).

PUBLICIDADE

SAIBA MAIS

Nessa semana, o governo federal anunciou um pacote de medidas para tentar reduzir os preços dos combustíveis nas bombas. O custo estimado é de R$ 40 bilhões para zerar o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) do diesel e do gás de cozinha e para eliminar Pis e Cofins do etanol e da gasolina. “É hora de todos colaborarem”, frisou Bolsonaro. O presidente da República acrescentou que “lamentavelmente, ainda não há entendimento da Petrobras sobre o momento atual da economia global”. Grandes petrolíferas do mundo baixaram a margem de lucro, o que ainda não acontece no Brasil.

Bolsonaro reconheceu as dificuldades causadas pela inflação para a população, mas destacou resultados positivos do PIB, da desvalorização do dólar frente ao real e a geração de empregos. Ele estimou até, que em um mês, a taxa de desemprego no Brasil voltará a um dígito. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em abril deste ano, o nível do desemprego estava em 10,5%, menor patamar desde o começo de 2016. “No começo da pandemia eram até seis milhões no desemprego. Tivemos um saldo positivo. Em 2020 e 2021, tivemos quase três milhões de novos empregos. Como foi feito? Ouvindo os meus ministros. E como está no Brasil no momento? Tenho certeza que, em mais um mês, chegaremos a um dígito, o número de desempregados no Brasil”, disse. Do Rio de Janeiro, Bolsonaro embarcou para os Estados Unidos para participar da Cúpula das Américas, onde vai se encontrar com o presidente norte-americano, Joe Biden.

PUBLICIDADE

COMENTÁRIOS

DISCUS: 0