Saiba como ficou a atualização do novo salário mínimo de 2023

HomeNOTÍCIAS

Saiba como ficou a atualização do novo salário mínimo de 2023

De acordo com o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos realizou uma pesquisa, onde mostrou que, para ter uma vida digna

Pix limita opções para definição de horário noturno até as 22h
Maioria dos brasileiros reduziu gastos em 2021 para pagar contas
Preço do café pode chegar ao maior nível
ANÚNCIO

De acordo com o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos realizou uma pesquisa, onde mostrou que, para ter uma vida digna no país, é preciso de um salário mínimo cinco vezes maior que o disposto atualmente.

ANÚNCIO

Saiba como ficou a atualização do novo salário mínimo de 2023. O cálculo do valor do salário mínimo de 2023 ainda está em discussão. O Governo Federal já anunciou que as atualizações do valor serão de acordo com o índice alcançado pela inflação. Isso quer dizer que o salário mínimo acompanhará o aumento de preços no país.

LEIA TAMBÉM:

O cálculo utilizado nestes casos é baseado no Índice Nacional de Preços ao Consumidor, o INPC, que é apresentado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Então, para definir o novo piso, é preciso identificar o valor dos últimos 12 meses de inflação. Por isso, a mudança será feita apenas no dia 1º de janeiro de 2023.

A Lei de Diretrizes Orçamentárias foi aprovada pelo Congresso Nacional, inclusive, o novo salário mínimo pode desagradar os trabalhadores. O motivo é que o aumento será de apenas R$ 82. Hoje, o salário mínimo está em R$ 1.212, com a inflação no percentual atual, o salário ficaria R$ 1.294.

ANÚNCIO

Porém, a estimativa do IBGE é que o INPC aumente para 8,1%, contra 5,61% atualmente. Se chegar a este valor, o salário mínimo pode passar para R$ 1.310,17, ou seja, um aumento de R$ 98,17.

Só que isso não apresenta um ganho real para os trabalhadores, já que é um aumento baixo e só compensa a diferença da inflação. Com o preço atual da cesta básica nacional, o valor acrescentado não chega a causar uma diferença gritante.

ANÚNCIO

De acordo com o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos realizou uma pesquisa, onde mostrou que, para ter uma vida digna no país, é preciso de um salário mínimo cinco vezes maior que o disposto atualmente.

ANÚNCIO

COMENTÁRIOS

DISCUS: 0