Chuvas que têm alimentado reservatórios do país devem reduzir preço da energia

HomeNOTÍCIAS

Chuvas que têm alimentado reservatórios do país devem reduzir preço da energia

As chuvas que têm alimentado reservatórios do país devem reduzir preço da energia e favorecer as geradoras, segundo a Genial Investimentos. Chuva

São Paulo entra em alerta para chuvas em todas as regiões
Chuva de meteoros, eclipses, luas cheias: os motivos para olhar o céu em 2022
Chuvas e ações amenizam crise hídrica, mas 2022 ainda requer atenção
PUBLICIDADE

As chuvas que têm alimentado reservatórios do país devem reduzir preço da energia e favorecer as geradoras, segundo a Genial Investimentos.

PUBLICIDADE

Chuvas que têm alimentado reservatórios do país devem reduzir preço da energia. Para a corretora, as chuvas que estão caindo desde outubro tendem a amenizar a crise hídrica pela qual o país passou em 2021 e devem abaixar o preço da energia.

Leia também:

Vale lembrar que o governo quer tirar a bandeira vermelha em fevereiro), e isso pode trazer uma pressão deflacionária considerável.

PUBLICIDADE

Ainda de acordo com a Genial, esse fenômeno tem nome: La Niña, que nada mais é do que o esfriamento das águas do pacífico, e é um dos principais gatilhos das chuvas atípicas, principalmente no Norte, onde usinas significantes como Tucuruí e Belo Monte estão perto de suas capacidades máximas.

“Com cenário hidrológico melhor, quem ganha são as geradoras em 2022. Isso porque elas devem ter seus fluxos de caixa menos afetados por gastos com GSF (fator de balanceamento do risco hidrológico), como ocorreu em 2021.

Dentre as empresas que cobrimos, vemos CESP (CESP6) como a maior beneficiária deste contexto”, destacou.

PUBLICIDADE

COMENTÁRIOS

DISCUS: 0