Site para consulta a dinheiro esquecido em bancos volta a funcionar; cuidado para não cair em golpes

HomeNOTÍCIAS

Site para consulta a dinheiro esquecido em bancos volta a funcionar; cuidado para não cair em golpes

Já está no ar o novo site do Banco Central para o cidadão consultar eventuais valores esquecidos em bancos. A plataforma havia sido lançada em janeiro

Mutirão Nacional renegociará dívidas em atraso
Como saber se seus dados foram usados para abrir conta ou pedir empréstimo
Quase 17 milhões de brasileiros têm dinheiro a receber dos bancos
PUBLICIDADE

Já está no ar o novo site do Banco Central para o cidadão consultar eventuais valores esquecidos em bancos. A plataforma havia sido lançada em janeiro, mas ficou menos de 24h no ar, naquela ocasião.

PUBLICIDADE

Site para consulta a dinheiro esquecido em bancos volta a funcionar; cuidado para não cair em golpes. Foram muitos acessos e o sistema precisou passar por correções técnicas.

Para acessar o site Sistema Valores a Receber, o SVR, é só acessar valoresareceber.bcb.gov.br.

Neste primeiro momento, será possível apenas saber se há ou não dinheiro esquecido em contas que foram encerradas ou de restituição de cobranças indevidas.

Para isso, basta informar o CPF e a data de nascimento ou CNPJ e a data de abertura da empresa.

Se houver, o sistema vai informar uma data para que o cidadão volte a acessar o site para conferir valores e solicitar o resgate.

PUBLICIDADE

Leia também:

Se não houver nenhum saldo, aparecerá a mensagem informando que atualmente não há valores a receber.

Fique atento para não cair em golpes

O único site para consulta e solicitação desses valores é valoresareceber.bcb.gov.br.

O Banco Central alerta que NÃO envia links NEM entra em contato para tratar sobre valores a receber ou confirmar dados pessoais. Caso receba contato telefônico ou por aplicativos e redes sociais, desconsidere.

NUNCA clique em links suspeitos enviados por e-mail, SMS, WhatsApp ou Telegram.

NÃO faça nenhum tipo de pagamento para ter acesso aos valores. É golpe!

PUBLICIDADE

COMENTÁRIOS

DISCUS: 0