HomeNOTÍCIAS

Cliente da Caixa Econômica Federal espera mais de 4 horas por atendimento em Araras, SP

Lei municipal estabelece limite máximo de tempo de espera de 15 minutos, mas realidade é diferente.A Lei Municipal Nº 3.787, de 26 de Setembro

União São João empata em partida equilibrada fora de casa
Araras Rodeo Music 2023: está em fase de preparação
Prefeitura Municipal alerta sobre número de pessoas picadas por escorpião em 2023 na cidade de Araras, SP

Lei municipal estabelece limite máximo de tempo de espera de 15 minutos, mas realidade é diferente.


A Lei Municipal Nº 3.787, de 26 de Setembro de 2005, de autoria do vereador Walter Alves de Oliveira e sancionada pelo prefeito da época, Luiz Carlos Meneghetti, estabelece que as agências bancárias que operam no Município de Araras/SP, são obrigados a atender cada cliente ou usuário no prazo máximo de 15 (quinze) minutos, contados a partir do momento em que ele tenha entrado na fila de atendimento.

Para efeito de comprovação e controle do tempo de atendimento, os estabelecimentos bancários devem fornecer senhas de atendimento, onde constará impresso mecanicamente o horário de recebimento da senha e horário máximo para atendimento.

LEIA TAMBÉM:

Apesar da lei, a realidade é bem diferente! É o que relata o empresário Leandro Paraluppi, que na tarde de terça-feira (7), em uma publicação nas redes sociais, ele fez o registro informando que ficou entre fila na rua até ser atendido, mais de 4 horas na Caixa Econômica Federal.

Lei limita tempo de espera em bancos

Dispõe sobre o Atendimento de Clientes em Estabelecimentos Bancários no Município de Araras, e dá outras providências.

Faz saber que a Câmara Municipal aprovou e é sancionada e promulgada a seguinte Lei:

Art. 1º  Ficam os Estabelecimentos Bancários que operam no Município de Araras obrigados a atender cada cliente ou usuário no prazo máximo de 15 (quinze) minutos, contados a partir do momento em que ele tenha entrado na fila de atendimento.

Art. 2º  Para efeito de comprovação e controle do tempo de atendimento, os estabelecimentos bancários fornecerão senhas de atendimento, onde constará impresso mecanicamente o horário de recebimento da senha e horário máximo para atendimento.

§ 1º  Os estabelecimentos bancários que ainda não fazem uso desse sistema ficam obrigados a fazê-lo no prazo máximo de 60 (sessenta) dias após a publicação desta Lei.

§ 2º  Os estabelecimentos não cobrarão qualquer importância pelo fornecimento obrigatório de senhas de atendimento.

§ 3º  O estabelecimento bancário deverá fixar em local visível os tópicos principais desta Lei, como número da Lei, tempo máximo de permanência na fila e órgão fiscalizados com o respectivo número telefônico para denúncias.

Art. 3º  A fiscalização e aplicação das sanções administrativas, bem como a notificação, autuação e o recebimento das reclamações dos consumidores, ficará sob a responsabilidade da Coordenadoria Municipal de Proteção e Orientação ao Consumidor – Procon Araras.

Art. 4º  As sanções administrativas a que ficam sujeitos os estabelecimentos infratores serão as seguintes:

I – advertência formal, na primeira infração ou abuso;

III – duplicação do valor da multa, em caso de reincidência.

IV – suspensão do alvará de funcionamento por 6 (seis) meses, quando da segunda reincidência.

Art. 5º  O Poder Executivo regulamentará esta Lei no prazo de 60 (sessenta) dias a partir de sua publicação.

Art. 6º  Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Publicada e registrada na Divisão de Comunicações – Solar Benedita Nogueira da Prefeitura Municipal de Araras, aos vinte e seis dias do mês de setembro do ano de dois mil e cinco.

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0
    DISCUS: 0