Petrobras recupera R$ 1,2 bilhão em 2021 e fecha últimos anos com R$ 6 bilhões de dinheiro devolvido

HomeNOTÍCIAS

Petrobras recupera R$ 1,2 bilhão em 2021 e fecha últimos anos com R$ 6 bilhões de dinheiro devolvido

Quantias foram retomadas por acordos de delação premiada, leniência e repatriações, parte delas fruto da Operação Lava Jato. Petrobras recupera R

Presidente da Petrobras diz que eleições não vão influenciar na política de preços de combustíveis
Aprovado alteração no cálculo do ICMS sobre combustíveis
ICMS sobre combustíveis é congelado por 90 dias
PUBLICIDADE

Quantias foram retomadas por acordos de delação premiada, leniência e repatriações, parte delas fruto da Operação Lava Jato.

PUBLICIDADE

Petrobras recupera R$ 1,2 bilhão em 2021 e fecha últimos anos com R$ 6 bilhões de dinheiro devolvido. A Petrobras fechou o ano de 2021 com R$ 6,170 bilhões de recursos recuperados ao longo dos últimos anos após acordos de delação premiada, leniência, renúncias e repatriações.

Leia também:

O dinheiro retomado pela estatal foi “perdido” ao longo dos anos por causa de fraudes descobertas em antigas gestões da empresa, como o escândalo do Petrolão. Parte das falcatruas foi descoberta por causa da Operação Lava Jato e somente em 2021 mais de R$ 1,2 bilhão foi recuperado.

PUBLICIDADE

A devolução mais recente foi decorrente de um acordo de delação premiada firmado entre o Ministério Público Federal e executivos de uma empresa de construção civil, a Carioca Engenharia. O esquema envolvia empresas contratadas pela estatal, prestadores de serviço e outros personagens.

A tese jurídica da Petrobras é de que a estatal foi vítima de crimes investigados na Lava Jato. A companhia afirmou que mantém o compromisso de adotar medidas cabíveis para “buscar o ressarcimento adequado dos prejuízos causados por antigas gestões”.

A estatal atua como co-autora em 31 ações de improbidade administrativas em andamento na Justiça e também é assistente de acusação em 85 ações penais relacionadas à ilegalidade.

PUBLICIDADE

COMENTÁRIOS

DISCUS: 0