Voto em trânsito permite voto fora do domicílio eleitoral

HomeNOTÍCIAS

Voto em trânsito permite voto fora do domicílio eleitoral

O prazo para regularizar, emitir ou transferir o título de eleitor para votar nas eleições gerais deste ano terminou. Mas, para quem não transferiu o

Mendigo diz que é eleitor de Bolsonaro
Câmara dos Deputados determina volta ao trabalho presencial a partir desta segunda-feira
Pastor Claudio Duarte se posiciona: “Sou bolsonarista e quero um Brasil melhor”
PUBLICIDADE

O prazo para regularizar, emitir ou transferir o título de eleitor para votar nas eleições gerais deste ano terminou. Mas, para quem não transferiu o título a tempo, existe uma opção temporária, que pode ajudar: prevista na lei eleitoral, a opção é solicitar o voto em trânsito.ebcebc

PUBLICIDADE

Essa modalidade costuma ser a saída para quem não mora no domicílio eleitoral e deseja votar onde reside, mas não optou por transferir o título de eleitor. Mas entre todos os cargos eletivos, este caso só permite votar para presidente, caso a mudança seja entre estados.

Mas é preciso esperar um pouco mais para pedir o voto em trânsito, já que o prazo começa em (12) de julho e vai até (18) de agosto.

LEIA TAMBÉM:

Apesar de ser um direito previsto na lei, essa forma de votar depende do título regularizado – não pode haver pendências. Caso alguém tenha dúvidas de como está a situação eleitoral, basta checar no portal do TSE, na internet.

PUBLICIDADE

Se o documento estiver em dia, tudo certo para pedir o voto em trânsito no período adequado. No dia, é preciso indicar a cidade escolhida pelo eleitor, para fazer a votação. E só é possível votar em trânsito em capitais ou municípios com mais de 100 mil habitantes.

Quem optar pelo voto em trânsito e não estiver na cidade indicada, no dia da votação – (2) de outubro – precisa justificar a ausência normalmente, independente de onde estiver.

Fonte: Agência Rádio Nacional

PUBLICIDADE

COMENTÁRIOS

DISCUS: 0