Valor da aposentadoria deve alterar devido a inflação, em 2022

HomeNOTÍCIAS

Valor da aposentadoria deve alterar devido a inflação, em 2022

A inflação alta vai impactar na aposentadoria pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) do ano que vem, conforme anúncio do governo. Valor da a

Aneel anuncia bandeira Verde para dezembro
Arrecadação federal sobe e soma R$ 178 bilhões em outubro
Concluído votação de projeto que cria vale-gás
PUBLICIDADE

A inflação alta vai impactar na aposentadoria pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) do ano que vem, conforme anúncio do governo.

Valor da aposentadoria deve alterar devido a inflação, em 2022. A inflação alta vai impactar na aposentadoria pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) do ano que vem.

Antes de tudo, o cálculo da aposentadoria é feito com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). É ele que faz o reajuste dos valores ano a ano.

Dessa forma, com a nova projeção da inflação divulgada pelo Ministério da Economia, o valor deve chegar a 10,04%. Um aumento de 1,64% comparada à projeção feita em setembro deste ano.

Leia também:

Como a inflação muda a aposentadoria?

Todas as revisões salariais feitas pelo governo federal levam em conta o INPC. Por isso, se a inflação se mantiver como indica a previsão, o salário mínimo deve ser de R$ 1.210 no ano que vem.

Ou seja, isso quer dizer que o teto do INSS também fica maior. Dessa forma, para se aposentar o teto máximo passaria a ser de R$ 7.079,50.

PUBLICIDADE

Por outro lado, apesar das projeções feitas pelo Ministério da Economia, a confirmação dos reajustes só é feita em janeiro do ano que vem.

Dessa forma é divulgado o levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), que aponta o valor final da inflação acumulada ao longo de 2020.

Alta da inflação

No mês de setembro, a inflação no Brasil atingiu 10,25% nos últimos 12 meses. Ou seja, essa foi a maior taxa para o mês desde o início do Plano Real de 1994.

Além disso, de acordo com o IBGE, foi a primeira vez em mais de cinco anos que a taxa da inflação chegou aos dois dígitos.

Dessa forma, o que tem puxado a inflação continua sendo a alta dos combustíveis e também da energia elétrica, por conta da bandeira tarifária de escassez hídrica.

Resultado da falta de chuva que afetou os níveis dos reservatórios e acionamento das termelétricas.

PUBLICIDADE

COMENTÁRIOS

DISCUS: 0