HomeNOTÍCIAS

União São João entra em campo com faixa pedindo justiça por assassinato de dentista

União São João entra em campo com faixa pedindo justiça por assassinato de dentista

Bruna Angleri foi brutalmente morta na quarta-feira (27) e até este sábado, ninguém havia sido preso. Partida da final do Campeonato Paulista Sub-

VÍDEO: Assalto a mão armada no bairro Belvedere deixa vítima desolada em Araras, SP
Ladrão furta casa, descobre que residência é de delegado e devolve itens com bilhete
Operação Policial em SP frustra roubo milionário e deixa rastro de prisões e três CPFs cancelados

O União São João entrou em campo neste sábado (30) com uma faixa pedindo justiça pela morte da dentista Bruna Angleri, de 40 anos, que foi brutalmente assassinada na quarta-feira (27). “Todos juntos contra a violência da mulher! Araras clama por justiça!”, dizia o cartaz.

A morte da dentista chocou a cidade e região. Bruna foi violentamente agredida no rosto, antes de ser carbonizada na casa em que morava. Até o momento, ninguém foi preso e o ex-namorado da vítima é o principal suspeito do crime.

Segundo a Polícia Militar, a mãe da dentista estranhou que a filha não dava notícias. Diante disso, ela foi até a casa e encontrou o quarto do imóvel em chamas.

A mãe chamou o Corpo de Bombeiros que controlou o fogo e identificou o corpo da dentista carbonizado. O corpo dela foi encaminhado ao IML de Limeira, liberado para o velório, mas depois precisou voltar para o órgão para passar por novos exames.

Bruna era formada em odontologia e psicologia e exercia o cargo de coordenadora da pós-graduação na São Leopoldo Mandic da unidade de Araras.

Delegado

Segundo o delegado Tabajara Zuliani dos Santos, a polícia aguarda o resultado de um exame necroscópico para saber exatamente como a vítima morreu. “Ela foi severamente agredida. O rosto estava completamente deformado por fraturas. Tinha uma costela fraturada”, contou o delegado.

LEIA TAMBÉM

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0
    DISCUS: 0