Terremoto no Japão deixou 4 mortos e 107 feridos

HomeNOTÍCIAS

Terremoto no Japão deixou 4 mortos e 107 feridos

De acordo com informações da agência meteorológica aponta risco de novos abalos sísmicos nos próximos dias. Terremoto no Japão deixou 4 mortos e 10

Anitta pede que fãs tirem título de eleitor para tirar Bolsonaro
Sisu terá nova nota de corte após retirada de classificações duplicadas
Motivos para comprar no cartão de crédito
PUBLICIDADE

De acordo com informações da agência meteorológica aponta risco de novos abalos sísmicos nos próximos dias.

PUBLICIDADE

Terremoto no Japão deixou 4 mortos e 107 feridos. Pelo menos quatro pessoas morreram e outras 107 ficaram feridas após o terremoto de 7,4 graus de magnitude que sacudiu a costa nordeste do Japão, perto de Fukushima, na noite de quarta-feira (16), segundo informaram autoridades japonesas nesta quinta-feira (17).

O terremoto ocorreu às 23h36 de quarta-feira hora local (11h36 de Brasília), na costa de Fukushima e Miyagi, onde o alerta de tsunami chegou a ser ativado e ondas de 20 e 30 centímetros foram registradas na manhã de quarta, no cidades de Ishinomaki, Sendai e Soma.

Contudo, a Agência Meteorológica do Japão (JMA), que inicialmente estimou a magnitude do terremoto em 7,3, aumentou para 7,4 e atualizou a profundidade do epicentro de 60 para 57 quilômetros.

Após a avaliação dos primeiros danos, foram registrados feridos e mortos em sete províncias, e extensas interrupções no fornecimento de energia em todo o país.

PUBLICIDADE

Leia também:

Além de afetações nos sistemas de refrigeração do combustível nuclear usado e armazenado na usina atômica de Fukushima Daini.

Na manhã desta quinta-feira, o serviço de trem de alta velocidade que liga a capital ao norte do país foi suspenso devido ao descarrilamento de um trem-bala que viajava de Tóquio a Sendai (Miyagi) com 75 passageiros e tripulantes, que não sofreram lesões graves.

Nesse sentido, a JMA pediu aos cidadãos que tomem precauções contra o risco de terremotos de intensidade semelhante nas mesmas áreas nos próximos dias.

PUBLICIDADE

COMENTÁRIOS

DISCUS: 0