HomeNOTÍCIAS

Sem chocolate: problema climático pode encerrar a produção do doce no mundo

Má notícia para aqueles que são apaixonados em chocolate: um problema com o cacau pode paralisar a produção do doce.Talvez essa seja uma má notí

Começa o pagamento do abono Pasep
Méqui Friday: mais ofertas que você não pode perder nesta sexta-feira
O que fazer quando não for aprovado no empréstimo Caixa Tem

Má notícia para aqueles que são apaixonados em chocolate: um problema com o cacau pode paralisar a produção do doce.

Talvez essa seja uma má notícia para os amantes de chocolate, mas um problema com o cacau, matéria-prima do alimento, pode paralisar sua produção a níveis mundiais. A falta da fruta, ligada diretamente a mudanças climáticas, deve causar maior impacto em alguns anos.

Com as mudanças no clima, o ambiente propício ao crescimento do cacaueiro será afetado. O local ideal para o desenvolvimento da árvore são as florestas tropicais, que possuem solo rico em hidrogênio, alta umidade e proteção contra o vento, além de temperatura padrão, segundo dados da Administração Oceânica e Atmosférica dos Estados Unidos (NOAA).

Atualmente, três países são os maiores responsáveis pela produção mundial de cacau: Gana, Indonésia e Costa do Marfim. A preocupação começa porque, devido às mudanças climáticas, a temperatura desses locais deve aumentar cerca de 2,1º C até 2050. Isso afetará as condições para cultivo da planta e, consequentemente, a produção do chocolate.

Veja também

Ainda há esperança

Embora as alterações climáticas devam de fato acontecer, os cientistas vêm tomando a frente da situação. Nos Estados Unidos, mais especificamente na Califórnia, muita gente está tentando salvar o DNA do fruto por meio de um processo chamado “Conjunto de Repetições Palindrômicas Curtas Regularmente Espaçadas” (Clustered Regularly Interspaced Short Palindromic Repeats, do inglês).

O processo é responsável por acelerar o desenvolvimento da evolução genética da planta, permitindo que ela se adapte mais rapidamente ao ambiente mais quente. Isso não ocorreria de forma natural, já que a árvore não teria tempo hábil para se adaptar em menos de três décadas.

A Mars, grande empresa do ramo de chocolates, é uma das financiadoras da pesquisa.

Plano B

Considerando a possível extinção do cacau, um segundo fruto já é cogitado como substituto para os chocolates: o cupuaçu. Eles têm várias semelhanças, inclusive o mesmo gênero. O que os difere é o sabor, já que o cupuaçu gera um produto de gosto mais cítrico.

Diversas produtoras brasileiras estão procurando meios de transformar o cupuaçu em “cupulate”. Esse produto, quando finalizado, fica mais macio e derrete mais fácil.

Dessa maneira, o cupulate poderá se tornar um substituto para o chocolate, mesmo que os sabores sejam um poco diferentes. Levando em consideração um cenário onde o chocolate pode deixar de existir, vale a pena apostar em um “plano B”.

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0
    DISCUS: 0