HomeNOTÍCIAS

Sem Alvorada, governo já gastou mais de R$ 200 mil com hospedagem de Lula e Janja em hotel

Presidente e primeira-dama aguardam finalização de reforma na residência oficial; varredura também precisou ser feita no local pela Polícia Federal e

Gabinete de Transição de Lula já se aproxima de mil nomes
PT faz vaquinha virtual para pagar gastos da festa da posse presidencial de Lula
Ministro de Minas e Energia diz que Lula optou para que preço de combustíveis aumente em 1º de janeiro

Presidente e primeira-dama aguardam finalização de reforma na residência oficial; varredura também precisou ser feita no local pela Polícia Federal e pelo GSI.

Desde que tomou posse como presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e sua esposa, a primeira-dama Rosângela Lula da Silva, a Janja, estão morando no hotel Meliá Brasil 21, no centro de Brasília.

Os custos com a hospedagem já somam R$ 216 mil. Os valores foram publicados no Diário Oficial da União. As diárias da hospedagem custam entre R$ 765 e R$ 7.690.

Ambos estão hospedados no local enquanto o Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência, passa por reformas. Segundo a Secretaria de Comunicação Especial da Presidência da República, o casal deixará o hotel no próximo dia 2 de fevereiro, data em que as reformas serão concluídas.

De acordo com um levantamento do grupo Folha, apesar da reforma, o novo governo também postergou a mudança para que a Polícia Federal e o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) fizessem uma varredura no local. Lula temia que o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) tivesse deixado escutas escondidas no palácio.

Veja também

Bolsonaro, por sua vez, segue nos Estados Unidos. Ele estuda a possibilidade de ficar mais tempo na Flórida. O ex-presidente deixou o Brasil no dia 30 de dezembro com o visto A, documento usado por autoridades. Mas como deixou a Presidência da República, a validade vencerá no final de janeiro.

Ele teme que as investigações que envolvem o ex-ministro da Justiça Anderson Torres, sobre os atos de vandalismo no dia 8 de janeiro em Brasília, respinguem nele. Simpatizantes de Bolsonaro estão se mobilizando para custear a estadia do ex-presidente em Orlando.

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0
    DISCUS: 0