Saiba como regularizar o título de eleitor em 2022

HomeNOTÍCIAS

Saiba como regularizar o título de eleitor em 2022

O voto não é somente uma obrigação é, principalmente, um direito conquistado com muitas lutas. Portanto, entenda como regularizar seu título de eleito

Governadores vão se reunir para discutir ICMS dos combustíveis
Deputados do PT vão ao Ministério Público contra Doria por propaganda eleitoral antecipada
Mendigo diz que é eleitor de Bolsonaro
PUBLICIDADE

O voto não é somente uma obrigação é, principalmente, um direito conquistado com muitas lutas. Portanto, entenda como regularizar seu título de eleitor.

PUBLICIDADE

O voto não é somente uma obrigação é, principalmente, um direito conquistado com muitas lutas. O substantivo, voto, é de grande importância para o cidadão consciente de seus deveres cívicos. Já que é uma força que pode mudar o destino político de um povo.

Nesse sentido, é fundamental destacar que o brasileiro terá até o dia 4 de maio para regularizar a situação de seu título de eleitor, posteriormente a esta data, quem tiver pendências com a Justiça Eleitoral, não poderá participar do processo de votação de 2022.

Para regularizar seu título de eleitor é necessário acessar o portal do TSE e preencher os dados para verificar se o seu título está regular. Nessa etapa, também pode-se utilizar o aplicativo e-Título, que também é válido como um título eleitoral digital e está disponível gratuitamente. Se houver débito, é necessário gerar o GRU (Guia de Recolhimento da União) e pagá-lo.

PUBLICIDADE

Leia também:

Regularização

Outros dados adicionais que podem ser pedidos — digitalizar ou tirar fotos de alguns documentos —, são: documento oficial de identidade com foto; comprovante de residência recente; comprovante de pagamento de débito com a Justiça Eleitoral (quando houver); certificado de quitação de serviço militar (para homens com idade entre 18 e 45 anos). Esse processo pode ser acompanhado no sistema Título Net.

Caso você tenha 18 anos, seja alfabetizado e não tirou o título, sua situação está irregular. Caso a situação esteja irregular, o eleitor não poderá cumprir uma série de atividades, como receber salário de emprego público, participar de concursos públicos ou ser empossado neles, obter empréstimo na Caixa Econômica Federal ou Previdência Social, fazer ou renovar matrícula em estabelecimento de ensino público e etc. Depois do dia 4 de maio, é fechado o cadastro eleitoral, não permitindo alterações no sistema.

É fundamental ressaltar, também, que é permitido votar mesmo sem ter feito o cadastro da biometria, visto que esse serviço está suspenso desde 2020 devido a pandemia da covid-19. As eleições deste ano são para os cargos de presidente da República, governadores, senadores, deputados federais e deputados estaduais. Portanto, regularize seu título.

PUBLICIDADE

COMENTÁRIOS

DISCUS: 0