Quem trabalhou em 2021, quando vai receber o PIS/Pasep?

HomeGERAL

Quem trabalhou em 2021, quando vai receber o PIS/Pasep?

O Governo Federal pagou no decorrer dos meses de fevereiro e março, o abono PIS/Pasep referente ao ano de 2020, ou seja, para os cidadãos que trabalha

Vendas de carne suína estão aquecidas no mercado
Valor da aposentadoria deve alterar devido a inflação, em 2022
Como classificar e pagar dívidas? Você tem mais dívidas boas ou ruins?
PUBLICIDADE

O Governo Federal pagou no decorrer dos meses de fevereiro e março, o abono PIS/Pasep referente ao ano de 2020, ou seja, para os cidadãos que trabalharam de carteira assinada durante o ano base referido.

PUBLICIDADE

Por tanto, terão acesso ao abono os 154 mil trabalhadores que tiveram direito a receber pelo ano base de 2019, mas não receberam por um erro sistêmico, reconhecido pelo Ministério do Trabalho.

LEIA TAMBÉM:

A pasta declarou em nota que a falha na análise do benefício foi corrigida e  que o trabalhador não precisará tomar nenhuma providência para ter acesso ao dinheiro.

Contudo, uma dúvida ainda permeia os brasileiros: Afinal, quando será pago o abono salarial para quem trabalhou no ano de 2021? Há previsão de pagamento para este ano ainda?

PUBLICIDADE

2021

Atualmente, as informações não são tão animadoras assim: o abono PIS/Pasep referente ao ano-base 2021 deve ser pago somente no próximo ano. O orçamento deste ano não comporta esses pagamentos.

No projeto orçamentário de 2022, foi destinado R$ 21,82 bilhões para o pagamento do PIS/Pasep para aproximadamente 23 milhões de pessoas. Contudo, essa quantia é suficiente para liberar apenas uma nova rodada de pagamentos do benefício este ano.

Desta forma, se por algum motivo o governo deseje realizar a liberação do PIS/Pasep este ano para quem trabalhou em 2021, será necessário a elaboração de alguma medida que possa financiar os recursos do abono, já que o montante para liberação do benefício não estão previstos no Orçamento deste ano, o que acaba invalidando uma possível nova liberação para 2022.

PUBLICIDADE

COMENTÁRIOS

DISCUS: 0