Quem pode pedir revisão da aposentadoria em 2022

HomeNOTÍCIAS

Quem pode pedir revisão da aposentadoria em 2022

De acordo com informações, se você acredita que tem erros no cálculo do benefício do INSS, o pedido de revisão pode ser feito. Quem pode pedir revisã

Concluído votação de projeto que cria vale-gás
Auxílio emergencial volta a ser pago pela Caixa
Quem tem direito à cota extra do Auxílio emergencial paga em novembro?
PUBLICIDADE

De acordo com informações, se você acredita que tem erros no cálculo do benefício do INSS, o pedido de revisão pode ser feito.

Quem pode pedir revisão da aposentadoria em 2022. Qualquer aposentado do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) pode pedir a revisão. Primeiramente, o prazo para revisão termina em no máximo 10 anos.

Por isso, em 2022 encerra o período para quem começou a receber o benefício em 2012, ou seja, o prazo começa a ser contado a partir do primeiro pagamento do benefício do INSS aos aposentados e pensionistas.

Revisão do INSS

De acordo com o INSS, o pedido de revisão é válido para qualquer aposentado ou pensionista dentro desse período de 10 anos. Quem se aposentou depois da Reforma da Previdência entrar em vigor, em novembro de 2019, pode pedir a revisão.

Por exemplo, uma forma de descobrir se existem valores a serem corrigidos é conferir por meio da carta de concessão do benefício. É esse documento que indica o tipo de aposentadoria, os salários e cálculos, assim como o índice de correção.

Leia também:

PUBLICIDADE

Dessa forma, o pedido de revisão é uma possibilidade de conferir se existem erros no cálculo do benefício que é pago.

Apesar do prazo de 10 anos, não existe nenhum cronograma de pedido de revisão do INSS. Além disso, o pedido de revisão tem que ser feito diretamente no Instituto.

Por outro lado, se o pedido de revisão for negado pelo INSS, aí sim o aposentado ou pensionista pode recorrer à Justiça.

Assim que o pedido de revisão é feito, o INSS tem o prazo máximo de 45 dias para dar um retorno ao solicitante. Passado esse tempo, é direito do aposentado ou pensionista procurar ajuda na Justiça para receber a diferença.

Nesse sentido, quem tem menos de 60 salários mínimos para receber pode procurar o Juizado Especial Federal. Já valores maiores, as ações são abertas na vara previdenciária federal.

PUBLICIDADE

COMENTÁRIOS

DISCUS: 0