HomeNOTÍCIAS

Pesquisa mostra que aceitação do governo Lula cai de 40% para 36%

Segundo levantamento feito pelo Instituto Quaest também mostra que índice de desaprovação da gestão do petista saltou para 29%.De acordo com

Saúde preocupa e Lula vai passar por nova bateria de exames
Viagem de sindicalistas à China é paga pelo Governo Lula
Lula extingue Secretaria de Educação para Surdos

Segundo levantamento feito pelo Instituto Quaest também mostra que índice de desaprovação da gestão do petista saltou para 29%.

pesquisa lula 750x375 1

Avaliação positiva do governo Lula registrou queda em relação ao levantamento feito em fevereiro

De acordo com matéria divulgada pelo site JOVEM PAN a aprovação do governo Lula registrou uma queda de 4%, indo de 40% para 36%. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira, 19, e foram coletados em pesquisa feita pelo Instituto Quaest e contratada pela Genial Invest. De acordo com o levantamento, o percentual que considera o governo do petista regular cresceu de 24% para 29%.

Outra registro que cresceu foi a avaliação negativa, que saltou de 20% para 29%. Aqueles que não souberam ou não responderam somam 6%. Entre as regiões, Lula encontra maior aprovação no Nordeste: 53%.

No entanto, também foi registrada queda de 9% em relação ao levantamento de fevereiro. O pior índice do petista está no Sul, onde atinge 27%. Ainda segundo a pesquisa, 53% da população aprova a forma como Lula se comporta como presidente, enquanto 40% desaprovam. O índice de aprovação caiu 12%, enquanto o de desaprovação cresceu 11%.

A pesquisa também questionou os entrevistados se eles acreditam que Lula conseguiu fazer o que prometue na campanha, com 35% dizendo que sim e outros 55% dizendo que não.

Segundo a pesquisa, 44% das pessoas já ouviram notícias negativas sobre o governo Lula, enquanto outras 34% dizem não ter ouvido. Dentre as notícias mais citadas, estão a taxação da Shein e da Shopee (16%), acusações de corrupção e não fazer o que promete (7%), fim do bolsa família (4%) dentre outras, como legalização do aborto, declarações de Sergio Moro e sobre sua postura negativa.

Dentre as realizações, 82% dos entrevistados disse saber do relançamento do Bolsa Família de R$ 600, com uma aprovação de 77%. A volta do imposto dos combustíveis era conhecida de 60% dos entrevistados, mas apenas 20% aprovavam.

Ao falarem sobre a situação do país, 31% disse considerar a economia como principal problema do Brasil, com 22% dizendo que as questões sociais ocupam o posto. Violência, Saúde e Corrupção estão empatadas com 12% cada, enquanto Educação registrou 5% das respostas.

LEIA TAMBÉM

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0
    DISCUS: 0