Pé de galinha, asa de frango e demais cortes ficam mais caro

HomeNOTÍCIAS

Pé de galinha, asa de frango e demais cortes ficam mais caro

Após um ano, peças que antes tinham menos procura seguiram exemplos dos cortes nobres e estão custando mais. Pé de galinha, asa de frango e demais co

Vendas de carne suína estão aquecidas no mercado
Carne fica mais cara para o brasileiro no mês de dezembro
Aumento nos casos da variante Ômicron resulta em queda na produção de carne
PUBLICIDADE

Após um ano, peças que antes tinham menos procura seguiram exemplos dos cortes nobres e estão custando mais.

Pé de galinha, asa de frango e demais cortes ficam mais caro. Ir ao supermercado está mais caro. O trabalhador brasileiro tem sentido essa alto diariamente. “Estou assustada com os preços. O valor dos produtos subiram muito”, declarou empregada doméstica Regina Alves.

Leia também:

Contudo o aumento dos preços da carne refletiu nos valores dos cortes de segunda e de terceira. Casa de carnes explicam que pé de galinha, pescoço, carcaça temperada entre outras partes de boi, vaca e porco, obtiveram um aumento de procura e também encareceram.

Aumento

De acordo com dados recebidos pela nossa reportagem, em São Paulo, o pescoço de frango teve elevação de 15,79%. No preço em setembro na comparação dos 12 meses, segundo a consultoria Safras e Mercados. A carcaça temperada de frango subiu 45%, o dorso, 60%. Entre os suínos, a maior alta foi no espinhaço (23,91%). Que é a “coluna” do porco, e na orelha (20%). O pé de frango lidera, com um crescimento de 26% no consumo.

Em São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso, Goiás, Espírito Santo, Rio de Janeiro, confirmaram que essas carnes foram mais vendidas por conta da crise.

De acordo com o empresário Renato Costa o salário da maioria dos brasileiros não é compatível. “Quem recebe apenas um salário mínimo está difícil comer carne. Vamos ser honestos, é preciso migrar e reduzir os gastos. Acho que esse está sendo o pensamento dos consumidores”, relata.

PUBLICIDADE

Abrafrigo

Procurada a Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo) não disponibiliza dados sobre os cortes e a pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) se restringe a carnes de primeira e de segunda ou ao produto como um todo, no caso do frango e porco.

Pé de galinha, asa de frango e demais cortes ficam mais caro

Ir ao supermercado está mais caro

Quem é Abrafrigo

É ma entidade de âmbito nacional que tem por objetivo representar os interesses dos frigoríficos de carne bovina. A sede social fica em Curitiba-PR e tem representação em Brasilia. Atua em vários setores que são afetos à indústria frigorífica, tais como. Comércio internacional, legislação sanitária, de meio-ambiente, relações do trabalho, tecnologia e inovações. Bem como monitora permanentemente a edição de leis. Instruções Normativas, decretos, memorandos e todos os demais temas que tratam, direta ou indiretamente. Da cadeia produtiva da pecuária de corte nacional, oriundos das três esferas de poder: Executivo, Legislativo e Judiciário.

A ABRAFRIGO auxilia as suas empresas filiadas a se habilitarem para diversos países que tem interesse em adquirir carne bovina do Brasil. Além de participar de feiras e exposições ao redor do mundo. Junto com o Ministério da Agricultura elaborar roteiros de visitas e missões estrangeiras ao nosso país, como também nossas visitas ao países importadores. A entidade tem representação na China, hoje o país de maior potencial importador da carne brasileira.

A ABRAFRIGO, além das indústrias diretamente filiadas, também engloba diversos Sindicatos de Indústrias Estaduais que fazem parte do seu quadro de associados.

PUBLICIDADE

COMENTÁRIOS

DISCUS: 0