HomeNOTÍCIAS

Ovo ficou mais caro em todas as capitais

Ovo ficou mais caro em todas as capitais

De acordo com pesquisa da FGV, Fortaleza e São Paulo foram as cidades que mais tiveram aumento no preço da dúzia de ovos.Segundo dados de um lev

Litro da gasolina fica 2,9% mais caro nos postos de combustíveis em abril
Como sacar o Auxílio Brasil quando o Caixa Tem não estiver funcionando
Varejo brasileiro ganhou mais de 200 mil lojas em 2021

De acordo com pesquisa da FGV, Fortaleza e São Paulo foram as cidades que mais tiveram aumento no preço da dúzia de ovos.

Segundo dados de um levantamento realizado pela empresa de inteligência Horus em parceria com o Instituto Brasileiro de Economia (IBRE/FGV) o ovo foi o item da cesta básica que sofreu aumento em todas as capitais.

Entre os meses de janeiro e fevereiro, a média de valor da dúzia de ovos brancos aumentou de R$ 10,49 para R$ 11,43. Ainda de acordo com esse levantamento, a capital que mais registrou aumento do ovo foi Fortaleza (CE), onde o produto teve 4,7% de aumento.

Já São Paulo (SP) aparece em segundo lugar com 4,1%, seguido por Belo Horizonte (MG) com 3,0%, e Brasília (DF), com 2,9%. Já as capitais Rio de Janeiro (RJ), Curitiba (PR), Salvador (BA) e Manaus (AM) tiveram menos de 2% de aumento na dúzia de ovos.

LEIA TAMBÉM

Mulher cai em golpe e paga 3 mil reais por bandeja de ovo em Araras, SP

Justiça condena banco a devolver mais de R$ 27 mil para idoso que caiu no golpe da falsa central telefônica

Olha o golpe! Criminosos usam dados de cliente e música do banco para tentar enganar vítima

Segundo a diretora de novos negócios da Horus, Luiza Zacharias, o aumento do preço do ovo está relacionado ao aumento das commodities por causa da pandemia e da Guerra na Ucrânia. Como o preço do milho e farelo de soja usado na alimentação dos animais encareceu, o produto também chegou mais caro nos pontos de venda.

Além disso, a inflação dos alimentos deixou a carne vermelha e o frango mais caros e assim o ovo se tornou a principal fonte de proteína principalmente nas famílias de baixa renda.

A informação foi passada ao jornal O Globo.

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0
    DISCUS: 0