Orçamento é aprovado com ‘fundão eleitoral’ de R$ 4,9 bi e reajuste policial de R$ 1,7 bi

HomeNOTÍCIAS

Orçamento é aprovado com ‘fundão eleitoral’ de R$ 4,9 bi e reajuste policial de R$ 1,7 bi

Texto aprovado pelo Congresso destina R$ 89 bilhões ao Auxílio Brasil e R$ 16,5 bilhões para ‘orçamento secreto’. Orçamento é aprovado com ‘fundão

Saque de até R$ 1.000 do FGTS é liberado esta semana para nascidos abril e maio
Araras confirma dois inscritos para a 14ª edição do Transcatarina
Oitavas da Libertadores terão clássico argentino e reencontro entre Corinthians e Boca Juniors
PUBLICIDADE

Texto aprovado pelo Congresso destina R$ 89 bilhões ao Auxílio Brasil e R$ 16,5 bilhões para ‘orçamento secreto’.

PUBLICIDADE

Orçamento é aprovado com ‘fundão eleitoral’ de R$ 4,9 bi e reajuste policial de R$ 1,7 bi. O Congresso Nacional aprovou o Projeto de Lei Orçamentária (PLOA) para 2022 na noite desta terça-feira, 21.

Para o ano que vem, o Orçamento destina R$ 4,9 bilhões ao fundo eleitoral, apelidado de “fundão”, e prevê reajuste salarial para as polícias federais que custará R$ 1,7 bilhões.

Leia também:

A área de Saúde terá verba de aproximadamente R$ 147 bilhões, enquanto a Educação receberá R$ 113 bilhões. Em relação aos programas de assistência social, os destaques são o Auxílio Brasil, que receberá R$ 89 bilhões para custeio, e o vale-gás, com verba de R$ 1,9 bilhão.

PUBLICIDADE

Censo

Já o o Censo Nacional – o primeiro realizado desde 2010 – terá R$ 2,2 bilhões para ser realizado em 2022, enquanto as emendas de relator – o chamado “orçamento secreto” – totalizarão R$ 16,5 bilhões.

O salário mínimo deve subir de R$ 1.100 para cerca de R$ 1.210, tendo em vista a inflação acumulada em 2021, que gira em torno de 11% no acumulado de janeiro a novembro.

PUBLICIDADE

O Projeto de Lei do Congresso Nacional (PLN) nº 19/2021 teve como relator-geral o deputado Hugo Leal (PSD) e foi aprovado na Câmara por 357 votos a favor, 97 contra e duas abstenções, e no Senado por 51 votos favoráveis e 20 contrários.

PUBLICIDADE

COMENTÁRIOS

DISCUS: 0