Onde aplicar o valor do 13º salário

HomeNOTÍCIAS

Onde aplicar o valor do 13º salário

De acorodo com levantamento feito pela nossa reportagem é viável buscar boas alternativas de investimento para curto, médio e longo prazo. O 13º pode

Como utilizar o décimo terceiro da melhor forma
Existe multa se o 13º salário não for pago?
Até quando o 13º salário pode ser depositado pela empresa?
PUBLICIDADE

De acorodo com levantamento feito pela nossa reportagem é viável buscar boas alternativas de investimento para curto, médio e longo prazo. O 13º pode ser um bom começo para um fundo de emergência.

O final do ano é um período muito esperado por diversos trabalhadores brasileiros. Entre novembro e dezembro, as empresas costumam efetuar o pagamento do 13º salário. Em mais um ano de crise econômica, o bônus salarial é uma das saídas para o aperto econômico. Porém, existem aquelas pessoas que gostariam de investir esse dinheiro.

Onde investir o 13º salário?

Pensando em quer economizar um pouco para o futuro, uma boa opção é poupar o 13º. Afinal, algo que a pandemia também reforçou foi a necessidade de construir uma reserva de emergência. Por isso, entenda onde vale a pena aplica esse dinheiro.

Leia também:

Investimento de curto prazo

Se a intenção é guardar o valor do 13º para usá-lo em até seis meses, a melhor escolha é o CDB. Existem CDBs que contam com rentabilidade de 133% do CDI. Esse ganho é considerado maior que o do tesouro Selic, por exemplo.

Investimento de médio prazo

Já quem pode esperar um pouco mais, consegue uma rentabilidade maior, quanto mais tempo o dinheiro puder ficar investido. É possível achar rentabilidade prefixada de 9,45% ao ano.

Investimento de longo prazo

Agora, o objetivo pode ser deixar o dinheiro guardado por mais tempo e utilizá-lo após um ano. Neste caso é possível encontrar opções com IPCA + 4,45% ao ano, o que garante um retorno sempre acima da inflação. Também vale a pena buscar aplicação prefixada teve de 13% ao ano, com vencimento de quatro anos.

13º salário

De acordo com a legislação trabalhista vigente, o pagamento pode ser feito em duas parcelas. No geral, a maioria das empresas paga a primeira parte do 13º em novembro e a segunda em dezembro.

Contudo, a lei diz que a primeira parcela pode ser quitada a partir de 1º de fevereiro do ano vigente. O prazo máximo estipulado é até o dia 30 de novembro.

Já a segunda parcela deve ser paga, obrigatoriamente, até o dia 20 de dezembro do ano atual. Em contrapartida, nada impede a antecipação do saldo, caso a empresa julgue necessário.

PUBLICIDADE

Ainda segundo a legislação, as parcelas são pagas meio a meio. 50% na primeira metade e os outros 50% junto á segunda parcela. Apesar de ser dividido pela metade, o valor sofre variação por conta dos impostos. Os encargos tributários são descontados sempre na segunda parcela.

Quanto vou receber de 13º

O valor do 13º salário é igual a um salário normal do trabalhador. Porém, ele é proporcional ao tempo trabalhado pelo funcionário.

Por exemplo:

Se seu salário é de R$ 2.400 e você trabalhou o ano inteiro (12 meses), irá receber R$ 2.400 de 13º.

Agora, se o trabalho foi exercido por apenas 8 meses, por exemplo, a conta é a seguinte:

2.400 (salário) / 12 (meses do ano) = 200 (quantia recebida por mês)

200 (quantia por mês) x 7 (meses trabalhados) = 1.400 (total 13º).

Ou seja, a quanti a ser paga será um total de R$ 1.400.

PUBLICIDADE

COMENTÁRIOS

DISCUS: 0