HomeNOTÍCIAS

Mendonça e Nunes Marques votam contra afastamento de Ibaneis Rocha do governo do DF

Apesar da decisão dos ministros, STF formou maioria para manter o político afastado por 90 dias pelo placar de 9 a 2.Nesta quarta-feira, (11) de

Novo juiz é escolhido por Lula e julgamento de Moro se aproxima
Estrategista: Bolsonaro mirou mídia internacional ao marcar ato na Paulista em 25/2
Governo Lula estima estouro da meta de inflação e desaceleração econômica em 2023

Apesar da decisão dos ministros, STF formou maioria para manter o político afastado por 90 dias pelo placar de 9 a 2.

Nesta quarta-feira, (11) de janeiro, o plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) formou maioria para ratificar a decisão do ministro Alexandre de Moraes de afastar por 90 dias o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB) e do pedido de prisão do ex-secretário de Segurança do DF, Anderson Torres, pela falta de ação na invasão da Esplanada dos Ministérios e das sedes dos Três Poderes, em Brasília, no último domingo.

Gilmar Mendes, Edson Fachin, Cármen Lúcia, Dias Toffoli, Roberto Barroso, Luiz Fux, Ricardo Lewandowski e Rosa Weber seguiram o relator e votaram a favor das decisões. Porém, os ministros André Mendonça e Nunes Marques foram contra, fechando o placar em 9 a 2.

Veja também

Em sua decisão, Mendonça cita que a decretação da intervenção federal na segurança pública do DF, estabelecida pelo presidente Lula, torna “desnecessária e desproporcional” a medida de afastamento de Ibaneis.

Por sua vez, Marques ressaltou que a Suprema Corte não tem competência para investigar supostos ilícitos criminais praticados pelo governador, e que esse é um trabalho do Superior Tribunal de Justiça. Em ambas as decisões eles criticam os atos de vandalismo e pedem investigação total dos responsáveis.

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0
    DISCUS: 0