Inflação da construção sobe em junho e chega a 11,75% em 12 meses

HomeGERAL

Inflação da construção sobe em junho e chega a 11,75% em 12 meses

O Índice Nacional de Custo da Construção, que mede a inflação dos produtos e serviços desse setor, subiu 2,81% em junho, bem acima da taxa de 1,49% ap

Aposta de Araras leva R$ 32,6 mil na Mega-Sena
Luciano Hang vai disputar o Senado pelo PL
Aumento de preço do pão francês já é previsto pelos fabricantes
ANÚNCIO

O Índice Nacional de Custo da Construção, que mede a inflação dos produtos e serviços desse setor, subiu 2,81% em junho, bem acima da taxa de 1,49% apurada em maio. Com este resultado, o índice acumula alta de 7,20% no ano e 11,75% em 12 meses.

ANÚNCIO

O indicador, medido pela Fundação Getúlio Vargas, é utilizado para reajuste das parcelas dos imóveis vendidos ainda durante a construção.

A taxa anunciada também é maior do que a observada em junho de 2021, apesar do acumulado em um ano agora estar menor. O grande responsável pelo avanço do índice foi o custo da mão de obra, que subiu 4,37% na passagem mensal, depois de já ter sinalizado alta de 1,43% na medição anterior.

Já os preços dos Materiais, Equipamentos e Serviços tiveram uma leve desaceleração, passando de 1,55% em maio para 1,40% em junho, mesmo movimento observado nos Serviços, que tinham subido 0,90% e agora avançaram 0,50.

LEIA TAMBÉM:

A FGV também divulgou nesta segunda-feira o Índice de Confiança da Construção, que avançou 1,2 ponto em junho, chegando a 97,5 pontos, alavancado pelos investimentos do mercado imobiliário e da infraestrutura.

ANÚNCIO

De acordo com os especialistas da Fundação, a alta é clara na comparação com 2021, mas frente ao final do ano, a melhora não se mostra tão significativa, o que sugere moderação no ritmo de crescimento.

A sondagem verificou também que a percepção da situação corrente dos negócios segue negativa, o que pode ser relacionada a maiores dificuldades de acesso ao crédito e ao aumento dos custos setoriais. Apesar disso, em junho, os dois subíndices que compõem o indicador tiveram aumento. O Índice de Situação Atual subiu 1,4 ponto, para 93,9 pontos e o Índice de Expectativas aumentou 0,9 ponto, chegando a 101,2 pontos, e já está há três meses seguidos acima da zona de satisfação de 100 pontos.

ANÚNCIO

Edição: Leila Santos / Guilherme Strozi

ANÚNCIO

COMENTÁRIOS

DISCUS: 0