HomeNOTÍCIAS

Homem é preso ao confessar ter matado irmão com barra de ferro

Homicida estava na casa da vítima quando os policias chegaram e o questionaram sobre o ocorrido. Ele mentiu dizendo que o irmão havia caído do telhado

FGTS Digital começa a funcionar até o fim do ano para agilizar consultas e operações trabalhistas
VOCÊ SABIA? É Legal cobrar aluguel dos filhos maiores de idade
Cachorro tentando se salvar de chuva que causou alagamentos em MG

Homicida estava na casa da vítima quando os policias chegaram e o questionaram sobre o ocorrido. Ele mentiu dizendo que o irmão havia caído do telhado, mas logo confessou o crime, em Itanhaém.

Um homem de 49 anos foi preso após confessar ter matado o irmão, de 44, em Itanhaém, no litoral de São Paulo. Segundo apurado pelo g1, nesta sexta-feira (24), o agressor desferiu vários golpes na vítima com uma barra de ferro após uma discussão, cujo motivo não foi revelado. Sérgio Alonso Sobrinho foi encaminhado ao Hospital Irmã Dulce, em Praia Grande, mas não resistiu aos ferimentos sofridos em várias partes do corpo.

A ocorrência foi registrada por funcionários do hospital, na delegacia de Praia Grande, após a confirmação da morte, na noite do último domingo (19). Na última quarta-feira (22), uma equipe da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Itanhaém foi até a casa da vítima, no bairro Jardim Coronel, onde foi atendida pelo autor do crime, até então considerado suspeito.

LEIA TAMBÉM

Quando questionado sobre o ocorrido, o agressor informou que o irmão havia caído do telhado, versão logo descartada pelos agentes. Eles não identificaram vestígios compatíveis com a cena descrita pelo homem. Ao ser confrontado novamente, o homicida abriu o jogo e confessou ter batido diversas vezes em Sérgio Alonso com uma barra de ferro, que foi apreendida na casa e levada à delegacia junto com o agressor.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP) informou que o agressor foi preso na noite da última quarta-feira (22). Segundo a pasta, policiais civis cumpriram o mandado de prisão preventiva e detiveram o homem. Foi solicitado exame de corpo de delito e o mesmo permaneceu à disposição da Justiça. O caso foi registrado como captura de procurado na DIG de Itanhaém.

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0
    DISCUS: 0