HomeGERAL

Governo Lula aumenta impostos e dificulta compras online

Governo Lula aumenta impostos e dificulta compras online

Os especialistas também criticam a medida. Eles afirmam que o imposto é uma forma de aumentar o controle do governo sobre as compras online. Eles tamb

Preço médio do litro da gasolina cai novamente, segundo ANP
PAT oferece 10 vagas de emprego em diversas áreas na cidade de Araras, SP
Mesmo com os EUA liberando estoque de petróleo; preço da gasolina no Brasil não vai cair

Os especialistas também criticam a medida. Eles afirmam que o imposto é uma forma de aumentar o controle do governo sobre as compras online. Eles também afirmam que a medida vai prejudicar o comércio eletrônico, que é um setor em crescimento no Brasil.

O governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva já está cobrando os impostos sobre compras online feitas por aplicativos como AliExpress, Shopee e outros. A medida, que já está em vigor, tem sido criticada por consumidores e especialistas, que afirmam que ela vai encarecer os produtos e dificultar o acesso a bens de consumo mais baratos.

De acordo com o governo, o imposto é necessário para aumentar a arrecadação e combater a sonegação. No entanto, os críticos afirmam que a medida é uma forma de aumentar o controle do governo sobre as compras online e de prejudicar o comércio eletrônico.

O imposto é cobrado em duas etapas:

  • Primeira etapa: um imposto de importação, que é cobrado pelo governo federal.
  • Segunda etapa: um imposto estadual, que é cobrado pelo governo do estado de destino da compra.

O imposto de importação varia de acordo com o tipo de produto. No caso de eletrônicos, o imposto é de 60%. Já o imposto estadual varia de acordo com o estado. Em São Paulo, por exemplo, o imposto é de 17%.

A cobrança do imposto tem sido criticada por consumidores por diversos motivos. Em primeiro lugar, o imposto encarece os produtos, tornando-os menos acessíveis para a população. Em segundo lugar, o imposto dificulta o acesso a bens de consumo mais baratos, que são frequentemente encontrados em sites chineses.

LEIA TAMBÉM

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0
    DISCUS: 0