HomeGERAL

Exército reduz de seis para quatro máximo de armas que policiais podem comprar

Exército reduz de seis para quatro máximo de armas que policiais podem comprar

Nova portaria diminui a quantidade máxima de armas que podem ser compradas por esses profissionais.O Exército publicou uma nova portaria que red

Dengue pode ser transmitida através de relações sexuais?
Aumento de preço do pão francês já é previsto pelos fabricantes
Inflação da construção sobe em junho e chega a 11,75% em 12 meses

Nova portaria diminui a quantidade máxima de armas que podem ser compradas por esses profissionais.

O Exército publicou uma nova portaria que reduz o número de armas que policiais militares, bombeiros e servidores do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) podem adquirir. Antes, eles podiam comprar até seis armas, mas agora esse número foi reduzido para quatro.

Detalhes da Nova Portaria

  • Profissionais em Serviço**: Podem adquirir até quatro armas, sendo duas de uso restrito.
  • Aposentados**: O limite é de duas armas, todas de uso permitido.

A nova regra substitui uma portaria anterior, de janeiro, que permitia a compra de até seis armas, sendo cinco de uso restrito. Esta ampliação gerou repercussão negativa, pois aumentava o acesso a armas de uso restrito, normalmente autorizadas apenas para as Forças Armadas. Devido à polêmica, a portaria foi suspensa pelo próprio Exército ainda em janeiro.

Na época, o ministro da Defesa, José Múcio, afirmou que a suspensão foi necessária para “esclarecimentos” e para realizar “possíveis correções”.

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0
    DISCUS: 0