Dívidas já criam parcelas de conta de luz em 24 vezes

HomeNOTÍCIAS

Dívidas já criam parcelas de conta de luz em 24 vezes

De acordo com a Confederação Nacional do Comércio (CNC) as famílias brasileiras estão cada vez mais endividadas. Em nota apontada no já no mês de sete

Como evitar altas dívidas com crédito
Serasa, renegocia dívidas com até 99% de desconto
Saiba como obter perdão de multas do Detran e refinanciar o IPVA
PUBLICIDADE

De acordo com a Confederação Nacional do Comércio (CNC) as famílias brasileiras estão cada vez mais endividadas. Em nota apontada no já no mês de setembro de 2021.

Dívidas já criam parcelas de conta de luz em 24 vezes. Conforme especialistas o percentual de endividamento ficou em 74%. Número recorde na série histórica da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC). Sendo assim, para promover facilidades de pagamento de faturas em atraso para cerca de 1,5 milhão de clientes do programa de tarifa social. Em razão disso, a energia elétrica lançou uma campanha de renegociação de dívidas nos 11 estados onde atua em distribuição de energia elétrica. A empresa disponibiliza condições especiais específicas para este grupo de clientes. Possibilitando o parcelamento das faturas atrasadas em até 24 vezes no cartão de crédito.

Para empregada doméstica Paula Regina, a energia elétrica também é vilã com a alta. Estou assustada com o valor de energia que estou pagando todo mês. Está cada dia mais difícil, não ganho suficiente para manter minha casa, relatou.

Leia também:

De acordo com informações obtidas pela nossa reportagem, a Intenção de Consumo das Famílias (ICF) se estabilizou em outubro deste ano. Conforme a apuração da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), depois quatro meses consecutivos de alta, o indicador contou com crescimento mensal nulo, chegando 73,2 pontos. Mesmo assim, apresentou o maior nível desde março de 2021, quando na época registrou 73,8 pontos, e ultrapassou os 68,7 pontos de outubro de 2020. Para a CNC, os números ainda refletem a duvida gerada pelo momento econômico e consequente cautela das famílias ao consumir.

Descarbonização

PUBLICIDADE

A Engie fechou a venda do Complexo Termelétrico de Jorge Lacerda (SC) para a FRAM Capital, por R$ 350 milhões, no seu processo de descarbonização. A conclusão da operação foi anunciada nesta semana. A Engie também assinou Memorando de Entendimento com o Governo do Ceará para o desenvolvimento de Hidrogênio verde no Porto de Pecém. A primeira etapa tem como objetivo produzir entre 100 e 150 MW em um prazo de até cinco anos. A empresa ainda investe em informação sobre práticas sustentáveis para enfrentar a crise climática.

Oi Expert

O serviço de suporte Oi Expert gera receita mensal de R$ 5 milhões à companhia. Os clientes que contrataram Oi Fibra a partir de 400 Mega (em qualquer data) e de 200 Mega a partir do dia 5 de outubro têm acesso ao serviço, que já ultrapassou os 530 mil atendimentos por mês e conta com 550 mil usuários. O maior número de demandas recebidas têm sido configuração de modems, instalação de impressoras, ajuda com tablets e consoles de games e funcionamento de roteadores como os Meshs vendidos no Oi Place (marketplace da Oi), que ajudam a aumentar o alcance do sinal do WiFi da casa ou do escritório.

Agro e robótica infantil

Potência do agronegócio, o município de Sinop (MT) decidiu diversificar sua matriz econômica de olho em investimentos da chamada “Nova Economia”. A cidade investiu num projeto de robótica espacial e se tornou a primeira a implantar Robótica Espacial em 100% da rede de ensino fundamental, envolvendo 10 mil alunos e 500 professores. A ideia é formar um banco de talentos na cidade, com crianças e jovens desenvolvendo múltiplas competências digitais. “O acesso à internet chegou às unidades agrícolas e vai exigir profissionais cada vez mais tecnológicos, com conhecimento digital e capacidade analítica avançada”, explica o prefeito da cidade, Roberto Dorner (Republicanos).

Empréstimos digitais

A plataforma digital de empréstimos 123Qred obteve aumento de 225% no volume mensal de solicitações de crédito. Deste total, 60% são de empresas com menos de dois anos de vida e que estão em ascensão, buscando alavancar o seu negócio. Destaque para o setor de turismo, que inclui bares e restaurantes, hotéis, agências e entretenimento, com 16% do total de pedidos da fintech. As regiões Sul e Sudeste são fortemente marcadas por esta retomada no setor, principalmente São Paulo, que retrata 24% dos pedidos, seguido por Rio de Janeiro (18%) e Rio Grande do Sul (6%).

PUBLICIDADE

COMENTÁRIOS

DISCUS: 0