HomeNOTÍCIAS

Deputados do PT vão ao Ministério Público contra Doria por propaganda eleitoral antecipada

Parlamentares alegam que o tucano utilizou recursos públicos estaduais para lançar sua candidatura ao Planalto.Os deputados estaduais Emídio de So

Gabinete de Transição de Lula já se aproxima de mil nomes
Governadores vão se reunir para discutir ICMS dos combustíveis
Empréstimo do BRICS anunciado por Dilma foi negociado no governo Bolsonaro

Parlamentares alegam que o tucano utilizou recursos públicos estaduais para lançar sua candidatura ao Planalto.


Os deputados estaduais Emídio de Souza e Paulo Fiorilo, do PT, entraram com uma representação no Ministério Público Eleitoral contra João Doria (PSDB) por propaganda eleitoral antecipada.

A ação foi protocolada após o tucano participar de um evento no Palácio dos Bandeirantes em que anunciou sua renúncia ao governo de São Paulo para concorrer à Presidência da República.

A legislação só permite o lançamento de candidaturas e a realização de comícios a partir de agosto. “Além do crime de antecipar a campanha, ele faz isso dentro de um equipamento público, o Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, e faz isso com recursos públicos, se utilizando de um evento público”, afirmou Emídio em entrevista ao Jornal da Manhã.

LEIA TAMBÉM:

“No Palácio dos Bandeirantes, naquele mesmo dia, acontecia a cerimônia de assinaturas de convênios com prefeitos.

Ele chamou todos, aproveitou aquele evento que já estava ocorrendo e transformou em um comício, o que não é aceitável”, acrescentou.

O deputado também ressaltou que Doria fez ataques a outros pré-candidatos, como Lula e Bolsonaro, durante o evento.

“A Justiça Eleitoral tem todos os elementos para tomar as providências que precisam ser tomadas”, declarou.

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0
    DISCUS: 0