HomeNOTÍCIAS

Caixa Econômica Federal anuncia suspensão definitiva do consignado do Auxílio Brasil

Para os contratos já firmados, banco estatal ressaltou que não haverá mudanças; linha de crédito já havia sido interrompido desde a segunda semana de

Saiba a prioridade de recebimento do Auxílio Brasil em agosto
Auxílio Caminhoneiro: nova parcela já tem data para sair
Reajuste dos Auxílios Brasil e Vale-Gás começarão em agosto

Para os contratos já firmados, banco estatal ressaltou que não haverá mudanças; linha de crédito já havia sido interrompido desde a segunda semana de janeiro para revisão.

Caixa Econômica Federal anunciou na última sexta-feira (24), que irá suspender definitivamente a concessão de empréstimos consignado aos beneficiários do programa Auxilio Brasil – que deve voltar a ser chamado de Bolsa Família. Suspensas pelo banco desde janeiro deste ano por motivos de revisão de critérios, o banco estatal anunciou que os estudos foram concluídos e que a instituição financeira “decidiu retirar o produto de seu portfólio”.

“Caixa anuncia suspensão definitiva do consignado do Auxílio Brasil“, destacou a o banco em comunicado. Mesmo não sendo a única instituição bancária que oferece o consignados aos beneficiários do programa de transferência de renda, o Ministério da Cidadania havia informado que, até 1º de novembro – durante a gestão do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) -, 80% de todas as contratações haviam sido feitas pela Caixa Econômica Federal.

LEIA TAMBÉM

No total, há 11 outros bancos que estão autorizados a realizar o empréstimo: Agibank, Crefisa, Daycoval, Pan, Safra, Capital Consig, Facta Financeira, Pintos Créditos, QI Sociedade de Crédito, Valor Sociedade e Zema Crédito. O empréstimo consignado passou a ser disponibilizado no início de outubro aos cadastrados – e aprovados – para receber o benefício.

O valor máximo do consignado passou a ser de 40% do valor mensal depositado pelo governo federal através do Auxílio. Com o cálculo de R$ 400 como base, e não o valor mínimo mensal de R$ 600, o valor máximo da parcela é de R$ 160 com limite de juros de 3,5% ao mês.

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0
    DISCUS: 0