Advogado ararense Douglas Veronez morre carbonizado em grave acidente na rodovia dos bandeirantes em Cordeirópolis, SP

HomeNOTÍCIAS

Advogado ararense Douglas Veronez morre carbonizado em grave acidente na rodovia dos bandeirantes em Cordeirópolis, SP

Jovem advogado Douglas Veronez, de 28 anos, morador em Araras (SP), morreu na madrugada deste sábado (16), na Rodovia dos Bandeirantes (SP-348), munic

Selic, IPCA e CDI: saiba o que são esses indicadores
Itens da ceia natalina ficam mais caros em todo o Brasil
Cortaram a luz de casa; como proceder?

Jovem advogado Douglas Veronez, de 28 anos, morador em Araras (SP), morreu na madrugada deste sábado (16), na Rodovia dos Bandeirantes (SP-348), município de Cordeirópolis (SP).

Ele tinha inaugurado nesta semana, um dos mais estruturados prédio empresarial na cidade, o Veronez Advocacia & Coworking.

Ainda de acordo com o boletim de ocorrência, a equipe do plantão policial foi acionada a comparecer ao local dos fatos, onde havia ocorrido um acidente de trânsito com vítima fatal. O delegado de polícia Rodrigo Rodrigues, acompanhado da investigadora Isilda, compareceu ao local que era preservado pelos policiais militares rodoviários Chagas e Keshia.

Leia também:

Acidente

No local foi constatado que o condutor do veículo Audi A6, que transitava pela Rodovia dos Bandeirantes, sentido capital interior, acabou chocando-se contra a lateral esquerda do caminhão Volvo/FH460, que estava parado no acostamento da rodovia, acabando por se imobilizar entre a mureta de concreto e o barranco, onde pegou fogo e foi destruído pelas chamas. No interior do veículo havia o corpo de uma pessoa carbonizada.

Foi feita pesquisa da placa do veículo Audi, constatando-se que está em nome de Douglas Veronez. Foi feito contato com seu pai, o empresário Pedro Veronez (dono da X-DATA), o qual compareceu no plantão policial e informou que seu filho Douglas saiu da residência em Araras durante a noite com o objetivo de levar sua namorada até Limeira (SP) e retornar para a cidade de Araras, utilizando o seu veículo Audi.

Versão do motorista do caminhão

Foi colhida a versão do motorista do caminhão identificado como Adilson Francisco, o qual afirmou que estava realizando viagem de São Paulo a Sertãozinho quando parou no acostamento da rodovia, após escutar um barulho na carga. Informa que aproveitou para tomar um remédio para cólica renal e, quando ia abrir a porta do caminhão para descer, ouviu frenagem de pneu e o impacto, visualizando o veículo Audi rodar na pista e entrar de ré entre a mureta e o barranco, quando começou a pegar fogo.

Ele disse ainda que chegou ao local o funcionário da rodovia e foi acionado o Corpo de Bombeiros para apagar o fogo no veículo. Foi acionada a equipe pericial do IC de Limeira, composta pela perita Elisa e fotógrafo Eduardo, que realizou os trabalhos no local. O corpo foi removido pela funerária de Cordeirópolis até o IML de Limeira para exame necroscópico.

O senhor Elielton Dionízio, que se apresentou como primo de Douglas, se prontificou a comparecer no IML para tentar reconhecer o corpo. Os veículos foram liberados após os trabalhos periciais. Diante do noticiado e do que restou apurado até o momento, registra-se os fatos com a presente natureza a fim de se apurar eventual responsabilidade penal em face do acidente.

COMENTÁRIOS

DISCUS: 0